Antônio Carlos Pavão

Bacharel em Química (1973), Mestre em Físico-química (1976) e Doutor em Química (1978) no Instituto de Química da Universidade de São Paulo. Atuou como professor no ensino fundamental e médio em escolas públicas e no Colégio Equipe SP. Desde 1979 é professor (Titular) da Universidade Federal de Pernambuco, sendo mais de 35 anos no Departamento de Química Fundamental, do qual é um de seus fundadores.

Tem experiência na área de Química Teórica, desenvolvendo trabalhos em química quântica computacional, teoria da ressonância das ligações químicas, supercondutividade, magnetismo, carcinogênese química, catálise, química de quarks e outros temas. Membro fundador e por duas vezes presidente da ABCMC.

Por mais de uma vez integrou o CA DC do CNPq, o CTC EB da CAPES e a CT PNLD. Desde 1995 é Diretor do Espaço Ciência, o museu de ciência de Pernambuco, onde desenvolve uma intensa atividade em educação e divulgação científica, incluindo a coordenação da SNCT em Pernambuco e a realização há mais de duas décadas da Ciência Jovem, hoje uma grande feira internacional de ciências. 

Patrono

Ricardo de Carvalho Ferreira

Nasceu noRecifeem 16 de janeiro de 1928. Foi um químico brasileiroprofessor emérito da Universidade Federal de Pernambuco e membro da Academia Brasileira de Ciências. Com uma bolsa do Conselho Nacional de Pesquisas, o CNPq, foi para o Rio de Janeiro (1957), trabalhar com o Jacques Danon no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, o CBPF. Um ano depois, com uma bolsa de estudos da Fundação Rockefeller, foi para os Estados Unidos, trabalhar com Norman Davidson, desenvolvendo um trabalho experimental em complexos de mercúrio, com adenina, timina, guanina e citosina, no California Institute of Technology, o Caltech. De volta ao Brasil, participou da eq

uipe de projeto da Universidade de Brasília, convidado por Darcy Ribeiro e Anísio Teixeira, que desenvolviam esse projeto no Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos, o INEP, no Rio de Janeiro. No intercâmbio com a Universidade de Indiana, passou mais dois anos nos EEUU (1963-1964) e com o golpe militar estendeu sua estada na América do Norte por mais três anos, sendo o último como professor visitante da Universidade de Colúmbia, a convite de Harry Gray, com quem publicou um artigo sobre eletronegatividade. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Químicade 1980 a 1982 e presidente de honra da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.

Graduado em Química pela Universidade Católica de Pernambuco em 1952, tornou-se livre-docente da Universidade Federal de Pernambuco em 1957 e professor titular em 1962. Aposentou-se em 1994, foi agraciado com a Ordem Nacional do Mérito Científico e recebeu o Prêmio Almirante Álvaro Alberto. Durante sua carreira acadêmica, esteve associado a diversas instituições de pesquisa e ensino nacionais e internacionais: California Institute of TechnologyIndiana UniversityColumbia University e Earlham Collegenos Estados Unidos, Universidade de Genebra e Oxford University na Europa e o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, a Universidade de São Paulo, a Universidade Federal de São Carlos e a Universidade Federal de Pernambuco no Brasil. Em julho de 2012 o asteroide 2002 FR1 foi denominado 158520 Ricardoferreira em sua homenagem. Faleceu no dia 30 de julho de 2013 no Recife.