Jair Carneiro Leão

Jair Carneiro Leão é Professor Titular do Curso de Odontologia da Universidade Federal de Pernambuco e Coronel do Quadro de Oficiais Dentistas da PMPE. Em nível internacional é Honorary Professor da University College London e Diplomat da European Association of Oral Medicine. Graduado em Odontologia pela UFPE em 1990, fez o Mestrado (2006), Doutorado (2009) e por duas vezes Pós-Doutorado no Eastman Dental Institute da Universidade de Londres em 2004 e 2012.

Eleito recentemente para um novo mandato como Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da UFPE, é membro da Academia Pernambucana de Ciências e no ano de 2011 recebeu o prêmio Medalha Pannaim como Estomatologista do ano do Sindicato dos Odontologistas do Estado de São Paulo. Foi Presidente da Sociedade Brasileira de Estomatologia e Patologia Oral (SOBEP) no biênio 2009-2010 e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da UFPE de 2006 a 2010 período em que o nível do Programa subiu de 3 para 4 e que foi iniciado o Doutorado em Odontologia.

Foi ainda Chefe do Departamento de Clínica e Odontologia Preventiva de 2010 a 2012. A produção intelectual inclui aproximadamente uma dezena de capítulos de livros publicados na língua inglesa e mais de 100 artigos científicos listados na base de dados Pubmed, com Índice H de 17 na base Scopus.

Patrono

Geraldo José Marques Pereira

Geraldo Pereira formou-se em Medicina na UFPE em 1986, fez o mestrado no Departamento de Medicina Tropical da mesma instituição, tendo mais tarde assumido a chefia do Departamento. Foi ainda diretor do Centro de Ciências da Saúde e fundou o Núcleo de Saúde Pública e Desenvolvimento Social (Nusp), um de seus maiores orgulhos.

Vice-reitor da UFPE de 1996 até março do ano de 2003, e com o afastamento do então reitor Prof. Mozart Neves Ramos, assumiu o exercício da Reitoria até Novembro daquele ano. Fora da universidade, teve igualmente uma carreira de sucesso. Integrou a Comissão Estadual de Saúde, a Comissão Científica de Combate à Dengue do Governo do Estado e a Comissão de Cólera da UFPE e da Cidade do Recife, além de participar do Conselho Científico do Espaço Ciência da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco.

Por conta dos inúmeros artigos científicos publicados, foi ainda membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores; do Conselho Estadual de Cultura e presidente da Academia Pernambucana de Medicina. Geraldo ainda escrevia livros, crônicas em seu blog e para os jornais de grande circulação em Pernambuco e em consequência disso, em março de 2011, assumiu a cadeira de número 16 da Academia Pernambucana de Letras, que já havia sido ocupada pelo seu pai, o escritor Nilo Pereira. 

or conta dos inúmeros artigos científicos publicados, foi ainda membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores; do Conselho Estadual de Cultura e presidente da Academia Pernambucana de Medicina. Geraldo ainda escrevia livros, crônicas em seu blog e para os jornais de grande circulação em Pernambuco e em consequência disso, em março de 2011, assumiu a cadeira de número 16 da Academia Pernambucana de Letras, que já havia sido ocupada pelo seu pai, o escritor Nilo Pereira.