Leonor Costa Lima

Natural do Recife, PE, concluiu a formação básica no Colégio Nossa Senhora do Carmo, ingressou no Curso de Ciências Biológicas da Faculdade Frassinetti do Recife – FAFIRE, concluído em 1972. Na FAFIRE, começou a trabalhar como Assistente de Laboratório e depois como professora, ministrando entre outras a disciplina Micologia.

Estagiou no Departamento de Micologia da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, onde realizou os cursos de Especialização em Micologia (1973) e em Biosistemática Vegetal (1975). Em 1977, por concurso, ingressou no Departamento de Micologia da UFPE onde é Professora Titular. Obteve em 1980 o grau de Mestre em Botânica pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, sendo orientada pelo Dr. José Luiz Bezerra (1980), com apoio de mais dois ilustres professores: Dra. Ma. Auxiliadora Cavalcanti e Dr. Dárdano de Andrade Lima. Aceita para o Doutorado no Department of Plant Pathology da Universidade da Florida (UF), concluiu o curso em 1991, sob orientação do Dr. Norman Schenck e depois do Dr. James Kimbrough, e recebeu, em razão da tese (Ultrastractural studies of arbuscular mycorrhizal fungi), o IFAS Award of Excellence for Graduate Research - PhD, UF.

Ao regressar do Doutorado, deu continuidade aos estudos com fungos micorrízicos, que iniciara como uma das pioneiras no tema, no Nordeste, criando o Laboratório de Micorrizas do Departamento de Micologia. Contribuiu para a formação de vários micorrizologistas, alguns dos quais hoje dirigem núcleos de pesquisa nessa área, em outras Universidades da região. Além dos estudos com fungos micorrízicos em taxonomia, ecologia e aplicação na agricultura, desenvolve atividades ligadas a coleções científicas. Desde 1992 é curadora do Herbário URM (UFPE) e, a partir de 1998, coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) Herbário Virtual da Flora e dos Fungos, que congrega mais de 120 herbários do país e do estrangeiro. Coordenou/coordena projetos de pesquisa que resultaram na publicação de 196 artigos científicos, 36 capítulos de livros, além da organização de quatro livros. Coordenou o grupo de micologistas do país responsável pela elaboração da Lista de Plantas e Fungos do Brasil (2010).

Como formadora de recursos humanos, orientou 74 alunos de graduação, 36 mestres, 37 doutores e supervisionou 15 pós-doutores. Foi orientadora do trabalho de 11 alunos premiados em eventos científicos. Ministra disciplinas na Graduação em Ciências Biológicas e é Professora Permanente dos Programas de Pós-Graduação em Biologia de Fungos e em Ciências Biológicas. Na UFPE, entre as funções administrativas, foi: Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Vice-Coordenadora e Coordenadora do PPG-Biologia de Fungos e Vice-Diretora do Centro de Ciências Biológicas. Integrou o Comitê Interno do Programa de Iniciação Científica, a Câmara de Assessores da Pró-Reitoria de Extensão, as Câmeras de Pesquisa e Pós-Graduação, o Conselho de Curadores e o Conselho Universitário. Atuou/atua como consultora ad hoc de várias Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, Sociedades Científicas e órgãos de fomento, e como revisora e membro de corpo editorialde periódicos científicos. Participou de diversos eventos científicos nacionais e internacionais, como palestrante ou organizadora e presidiu, em 2007, o V Congresso Nacional de Micologia.

É membro da Sociedade Botânica do Brasil, onde foi Presidente do Conselho Superior e depois Presidente da Sociedade; membro da Sociedade de Micologia do Brasil, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, da International Mycological Society e da International Mycorrhiza Society. Foi homenageada na criação do epíteto específico de nomes (Codinaea leomaiae, Rhizoglomus maiae, Tapellaria leonorae) de novos fungos descritos.

Patrono

Sueli Lins Galdino

Nasceu em João Pessoa, Paraíba, em 1954. Fez o Curso Colegial no Liceu Paraibano e em 1977 concluiu, na Universidade Federal da Paraíba, o curso de graduação em Ciências Farmacêuticas. Em 1980, obteve o título de Mestre em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal de Pernambuco e nesse mesmo ano ingressou como docente do atual Departamento de Antibióticos da UFPE.

Em 1984 concluiu o Doutorado em Ciências Farmacêuticas, obtendo o título pela Université Joseph-Fourier de Grenoble I, na França. Em 1990-1992, realizou o Pós-Doutorado na mesma Universidade. Também esteve por períodos menores, como convidada, em outras instituições francesas. Participou da Comissão Executiva da Associação Brasileira de Ciências Farmacêuticas, e atuou como tesoureira da Associação.

Participou do Comitê Assessor do CNPq na área de Farmácia, na CAPES foi Coordenadora Adjunta na mesma área; na FACEPE, entre outras atuações, foi membro do Conselho Superior; também foi membro do Conselho de Administração do Instituto de Tecnologia de Pernambuco. Atuou como assessora, parecerista, ou membro de banca de seleção em diversas instituições como Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, Fundação de Ciência e Tecnologia do Estado de Santa Catarina, Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado da Paraíba, Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco, Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco, entre outros. Participou de inúmeros eventos científicos, nacionais e internacionais, como organizadora ou palestrante.

A sua trajetória na UFPE, onde em 2010 passou a Professora Titular,  foi marcada pela atuação em pesquisa, ensino, extensão e gestão. Ocupou a Chefia do Departamento de Antibióticos e foi Coordenadora dos Programas de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos,  de Ciências Biológicas e de Inovação Terapêutica. Destacou-se como professora, ministrando diversas disciplinas e também na formação de recursos humanos, orientando alunos de iniciação científica, e formando mais de 40 mestres e doutores. Atuou nos Programas de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Biotecnologia de Produtos Bioativos, Ciências Biológicas e Inovação Terapêutica, todos na UFPE, e no PPG Farmacologia e Química de Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos, na UFPB.

Coordenou diversos projetos de pesquisa de âmbito nacional e internacional, nos últimos anos se destacando como membro do Comitê Gestor do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Inovação Farmacêutica e líder do Grupo Integrado de Estudos e Pesquisas em Economia da Saúde. Publicou mais de 80 artigos científicos em períodos nacionais e estrangeiros, contribuindo na pesquisa e desenvolvimento de fármacos e medicamentos, o que levou inclusive ao registro de várias patentes. Foi uma das principais idealizadoras do projeto que originou o Núcleo de Pesquisas em Inovação Terapêutica, pólo de formação, atuação, informação e decisão em novas tecnologias em Saúde.

O seu trabalho era voltado principalmente ao estudo de fármacos para controle de doenças negligenciadas, como Esquistossomose e Doença de Chagas e doenças prevalentes, como Diabetes e Câncer, e ultimamente visava também doenças neurodegenerativas e autoimunes. Faleceu em Recife, em 2012, aos 58 anos.