Maria do Socorro de Mendonça Cavalcanti

Nasceu na Usina Jaboatão-PE, em 11 de janeiro de 1960.Em 1982, formou-se em Farmácia pela Universidade Federal de Pernambuco, onde em 1987, concluiu o mestrado em Bioquímica. Concluiu o doutorado em Bioquímica e Biologia Molecular, pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP) (1995).

Foi bolsista de Desenvolvimento Científico Regional do CNPq (1988-1990). Em 1992, foi nomeada docente da disciplina de Bioquímica do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade de Pernambuco (UPE). Iniciou a experiência de gestão acadêmica e administrativa em 1995 no ICB. Participou do Mestrado Interinstitucional entre a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP e a Faculdade de Ciências Médicas/UPE.

Implantou o 1º Laboratório de Pesquisa no Departamento de Ciências Fisiológicas do ICB/UPE. Foi eleita Diretora do referido Instituto, nos períodos de 1998-2002,2002-2006 e 2010-2014. Participou da implantação do Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas. Atuou na coordenação do Mestrado em Ciências da Saúde, onde é docente permanente desde sua implantação (2005 e 2010).

Participou como docente permanente do doutorado em rede RENORBIO de 2006 a 2017. Desde 2006, é docente permanente do Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular Aplicada. No período de 2008-2010, coordenou o projeto de Construção do Laboratório Multiusuário da Área de Saúde. Em 2013, foi aprovada em concurso para o cargo de Professora Associada e Livre Docente. No período de 2014 a 2018, foi eleita vice-Reitora, sendo reeleita para o período de 2019 a 2022.

Atua como líder do grupo de pesquisa CNPq. Consultora ad hoc de Instituições de fomento Nacionais e América Latina. Prêmios e homenagens: Trabalhos classificados em 1º lugar nas I Jornada de Iniciação Científica CNPq/FACEPE e CNPq/UPE; VII Seminário de Iniciação Científica da UPE e V Amostra de Experiências Pedagógicas da UPE. Homenagem Especial no Jubileu de Ouro FCM/UPE, em 2000.

Foi reconhecida como Colaboradora destaque na Implantação do Programa de Combate ao Câncer de Boca, pelo Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco em 2005. Professora Homenageada nas turmas de Medicina e Ciências Biológicas nos anos de 2003, 2010, 2012 e 2013. Recebeu a Comenda do Mérito Farmacêutico pelo Conselho Regional de Farmácia em 2011.

Membro da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular desde 1987.Orientou49 Iniciações científicas, 8 Trabalhos de Conclusão de Curso, 5 monografias, 25 dissertações, 8 teses e 1 pós-doutorado. Publicou mais de 45 artigos em revistas nacionais e internacionais.

Patronesse

Cândida Mendes Cairutas

Nasceu em 28 de outubro, em Ceará-Mirim, Rio Grande do Norte, filha de João Filgueira Mendes e Dorothea Heráclio Mendes. Graduou-se em Farmácia pela Universidade Federal de Pernambuco, onde também foi docente da disciplina de Hemoderivados. Foi inscrita no Conselho Regional de Farmácia sob a inscrição número 00317.Foi membro da Academia Pernambucana de Ciências. Fez treinamento em tecnologias para a qualidade e segurança transfusional em Strasbourg, na França.

Em 1981, participou da comissão organizadora do X Congresso Brasileiro de Análises Clínicas, realizado no Recife. Dirigiu a Unidade de Produção de hemocomponente e hemoderivados da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco - Hemope. Foi Presidente no período de 1990 a 1991, sendo a 1ª instituição governamental especializada na produção de hemoderivados no Brasil. Nesta instituição, em 1997, organizou o serviço de produção de hemoderivados. Admite-se ter sido essa implantação, uma referência para o projeto que viabilizou a construção da Hemobrás.

Foi Coordenadora da Câmara Técnica de Sangue e Hemoderivados do Conselho Federal de Medicina no período de 1999 a 2001. Grande defensora do princípio da não-comercialização do sangue. Autora dos livros: Manual Técnico de Fracionamento do Sangue e Componente e Derivados do Sangue para Uso Terapêutico. Faleceu no dia 5 de abril de 2015