Mauro Carneiro dos Santos

Nasceu no Recife em 06 de junho de 1944. Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (1971). Mestrado em Ciências do Solo (Gênese, morfologia e classificação do solo) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1979). PhD em Ciências do Solo (Mineralogia e micromorfologia do solo) pela Universidade de Saskatchewan, Canadá (1984). Professor Aposentado da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Acadêmico Titular, Fundador da Academia Brasileira de Ciência Agronômica. Acadêmico Titular da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica. Vários trabalhos publicados em revistas científicas nacionais e internacionais. Várias palestras e conferências em universidades e congressos no Brasil e no exterior. Várias participações em bancas examinadoras de pós-graduação e seleção de professores na UFRPE e outras universidades brasileiras. Executor de missão científica a Austrália, pelo CNPq, visitando as principais instituições de ensino e pesquisa em ciência do solo naquele país para produção do documento: “Condições de ensino e pesquisa da ciência do solo na Austrália”.

16 teses orientadas de mestrado e doutorado. Atividades profissionais como autônomo: Coordenação e execução de dezenas de trabalhos envolvendo: Levantamentos para fins de caracterização e classificação dos solos e suas interpretações para irrigação e aptidão agrícola, incluindo os grandes projetos de irrigação na região do São Francisco; Recuperação de áreas degradadas; Influência da cunha salina do Rio São Francisco na salinização dos solos; Levantamento Agro-Ecológico dos Municípios de Cabo de Santo Agostinho, Aliança, Nazaré da Mata, Buenos Aires, Tracunhaém e Vicência.

Patrono

João Wanderley da Costa Lima

Nasceu em 06 de outubro de 1919. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura de Pernambuco (1936). Diplomado em Engenheiro Agrônomo, Turma de 1939, pela Escola Superior de Pernambuco – ESAP – fez diversos Cursos de Especialização no exterior, salientando-se o de Conservação e Manejo do Solo, em Santiago do Chile – 25/08 a 25/11/1952, o de Petrologia, Métodos de Química do Solo, Fertilidade e Manejo e Classificação de Solos, em “North Carolina State College”, Reideigh, NC, USA, em 1956.

Foi Professor Titular das Disciplinas Geologia Agrícola e Edafologia, da Escola Superior de Agricultura de Pernambuco – ESAP. Desempenhou suas atividades técnicas como Pesquisador do Instituto de Pesquisas Agronômicas de Pernambuco, em 1940. Aprovado em Concurso Público de Provas para o Cargo de Engenheiro Agrônomo do Ministério da Agricultura em 1952. Posteriormente, foi nomeado Agrônomo classe J, do Ministério da Agricultura, desenvolvendo suas atividades no Instituto Agronômico do Nordeste IPEANE. Ocupou diversas chefias, sendo nomeado Diretor em 1962.

Em 1969, foi eleito Chefe do Departamento de Solos da ESAP. Foi sócio fundador da Sociedade Brasileira de Ciências do Solo e foi seu Presidente no biênio 1963/1965. Sócio fundador da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Nordeste, sendo seu Presidente no biênio 1955/1957. Participou como Membro Efetivo dos Colegiados Superiores da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Foi homenageado em sessão plenária do XII Congresso da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, como o único membro dessa Sociedade a ter tomado parte em todos os doze congressos por ela organizados.

Desempenhou um papel muito importante no reconhecimento da diversidade espacial e dinâmica dos solos no campo, sua interação com a geológica e geomorfológica, seu mapeamento e interpretação para as diversas utilizações agrícolas e não agrícolas. Sobretudo lutou para que os solos de Pernambuco e do Nordeste fossem reconhecidos, mapeados e classificados taxonomicamente. Mudou de forma efetiva a maneira como a disciplina de solo era anteriormente ensinada, especialmente na Universidade Federal Rural de Pernambuco. Faleceu em 21 de junho de 1970.