Reginaldo Barros

Graduado em Agronomia pela Faculdade de Agronomia do Médio São Francisco (1973-1976). Em 1977, mediante concurso público foi contratado pela então EMATER-BA para o cargo de Extensionista Rural, onde desempenhou diversas funções até março de 1979. Cursou o mestrado em Agronomia (Fitotecnia) pela UFC (1979-1982). Exerceu a função de Engenheiro Agrônomo junto a Secretaria de Agricultura do Ceará (1982-1984).

Em abril de 1984, mediante concurso público, ingressou na UFRPE como professor da Disciplina Pragas das Plantas Cultivadas I, com lotação no Departamento de Agronomia. Por mais de dez anos foi responsável pelas duas turmas da referida Disciplina, sendo escolhido por inúmeras vezes pelos concluintes como professor homenageado e responsável pela preleção da “aula da saudade”. Cursou o doutorado em Entomologia pela Universidade de São Paulo (1994-1998). A partir de agosto de 1999 assumiu a Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Fitossanidade (PPGF) e Supervisão da Área de Fitossanidade/DEPA conquistando de forma exitosa a Ampliação e Reforma do Ed. Otávio Gomes, a elevação do PPGF do nível 4 para 5 e a criação do Programa de Pós-Graduação em Entomologia Agrícola (PPGEA).

Em 2004, foi nomeado Pró-Reitor de Atividades de Extensão e em junho de 2004 foi nomeado Vice-Reitor por dois mandatos consecutivos (2004-2012). Neste período foi responsável pela concepção, elaboração, implantação, interlocução junto ao Ministério da Educação (SESU) do Projeto da Unidade Acadêmica de Garanhuns (UAG), da qual foi o primeiro Diretor Geral e Acadêmico. É Membro Titular da Academia Pernambucana de Ciências (APC), da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica (APCA) e Fundador da Academia Brasileira de Ciência Agronômica (ABCA). Fez parte da Diretoria da Associação de Ciências Agrárias dos Países de Língua Portuguesa (ASSESCA-PLP). Exerceu a Vice-Presidência da Sociedade Entomológica do Brasil.

Membro Efetivo do Comitê de Avaliação dos Cursos de Pós-Graduação-Ciências Agrárias I e Consultor da Capes e Pesquisador do CNPq. Atualmente é Professor Titular da UFRPE sendo responsável pela disciplina Manejo Integrado de Pragas do Curso de Graduação em Agronomia da UFRPE e é Professor da Permanente do Programa de Pós-Graduação em Entomologia Agrícola (PPGEA), onde é responsável pelas disciplinas Biologia de Insetos e Resistência de Plantas a Insetos bem como pela orientação de alunos de graduação, mestrado e doutorado. Publicou mais de 80 artigos completos em periódicos nacionais e internacionais, edição e publicação de capítulos de livros e mais de 250 trabalhos em eventos científicos e participou como orientador principal e co-orientador em mais de 45 dissertações e teses.

Organizou diversos eventos científicos locais, regionais e nacionais, exercendo a Secretária Geral e Presidência em duas Versões do Congresso Brasileiro de Entomologia (CBE) e participou em mais de 50 bancas de dissertações e teses e de concursos em diversas instituições do Brasil. Tem desenvolvido suas atividades acadêmicas na área de Agronomia-Entomologia Agrícola, atuando principalmente com os seguintes temas: Biologia de Insetos, Resistência de Plantas a Insetos e controle biológico com ênfase para pragas do repolho e tomate.

CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/4759416854843552

Patrono

Eudes de Souza Leão Pinto

Cursou o 1º grau e o 2º grau nos Colégios São Luiz, Marista e Salesiano, em Recife. Classificou-se em 1º lugar no vestibular de Agronomia em 1937. Concluiu o Curso de Agronomia em 1940, pela então Escola Superior de Agricultura (ESA), sendo o orador da turma. Agrônomo da DPA da SAIC lotado na Usina Higienizadora de Leite, exercendo a Direção (1941/43). Catedrático da Cadeira Genética Geral e Aplicada da ESA-PE, em 1943.

Representou Pernambuco no "Curso Extension Education" em 1944, nos Estados Unidos, até 1945. Diretor do DPV – PE, em 1948. Secretário de Agricultura, Indústria e Comércio no Governo de PE criando os serviços: Defesa do Solo, Defesa Fitossanitária com aplicação aérea; Serviço de Extensão da ANCAR – RN; Criação da Companhia de Armazéns Geral e Silos – CAGEP; Autor do Plano de Interligação das Bacias Hidrográficas dos Afluentes do Rio São Francisco em Pernambuco que teria propiciado irrigação em 2.200.000 hectares do sertão pernambucano. Dirigiu o Depto Agronômico e Assessor Técnico-Científico da SANBRA. Registrou a patente de degossipolização do farelo de algodão tornando-o comestível para os animais monogástricos, inclusive para o ser humano. Subsecretário e Adjunto-Ministério da Agricultura em 1961. Titular, Vice-Presidente e Presidente da ADESG (1962/64).

Assessor em missões para Assuntos Agronômicos e de Desenvolvimento do Meio Rural nos Ministérios da Educação, do Planejamento e do Desenvolvimento Regional. Representante do Ministério do Planejamento na Comissão que criou o Estatuto da Terra. Foi o primeiro Presidente do Instituto Nacional do Desenvolvimento Agrário – INDA no ano de 1965, representando o Brasil, junto a FAO. Diretor da Companhia Siderúrgica do Nordeste. Cidadão Honorário de 13 municípios brasileiros; Medalha de Mérito Agrícola Nacional; Presidente e Governador do Distrito 4500 do Rotary Internacional (1967/77), agraciado em 1991, com o Prêmio de Rotariano Exemplar do Caribe, América Central e do Sul; Diplomado com o Postulator Generalisconcedido pelo Vaticano e com o Prêmio Regional de Rotary International ano 2002-03, pela atuação em prol de um mundo livre de Pólio; Diploma da Irmandade da Terra Santa, Jerusalém, 2007; Diploma de “Ecclesia et Pontíficeconcedido em 2000, pelo Santo Padre, o Papa João Paulo II e o Diploma de “Postulator Generalis”concedido em 1964 pelo Vaticano.

Professor Emérito e Doutor Honoris Causada UFRPE por haver honrado a profissão de Engenheiro Agrônomo e desempenhado com competência suas funções extra Universidade ao longo dos seus 67 anos de atividades profissionais. Recebeu o Diploma de Salvador da ESALavras; Cidadão Orgulho de Pernambuco; Medalha de Mérito Apolônio Salles, mais alta condecoração da Agricultura Brasileira. Idealizador, criador e Presidente Vitalício da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica. Também idealizou a criação da ABCA. Cidadão Honorário do Município de Lavras em agradecimento pelo destemido ato de não fechar a ESAL. Título de Professor Honoris Causa da Universidade Federal de Lavras.