Valderez Pinto Ferreira

Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1983), mestrado em Geociências pela Universidade Federal de Pernambuco (1986), doutorado em Petrologia e Geoquímica pela University of Georgia, EUA (1991), e pós-doutorado em Geoquímica de Isótopos Estáveis na Universidade de Wisconsin, EUA (2000-2001).

Atualmente é Professora Titular concursada da Universidade Federal de Pernambuco, coordenadora do laboratório de fluorescência da raios-X e linha de extração a laser de oxigênio de silicatos do Departamento de Geologia da UFPE. Foi coordenadora institucional de PIBIC/PIBITI/PIBIC-EM da UFPE (2012-2015).

Foi membro do Comitê Assessor do CNPq para a área de Geociências (2014-2016), atua/atuou como membro da Câmara Assessora da FACEPE, ad hoc do CNPq, FACEPE, FAPESP, CAPES, revisora de manuscritos submetidos a diversos periódicos científicos incluindo periódicos Lithos, Precambrian Research, Journal of South American Earth Sciences, Anais da ABC, Applied Radiation and Isotopes, Brazilian Journal of Geology.

Foi editora-chefe da revista Geochimica Brasiliensis (2010-2017) e Editora Associada do Brazilian Journal of Geology (2016-2018). É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia Pernambucana de Ciências, Presidente da Sociedade Brasileira de Geoquímica biênio 2017-2019, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Geociências da UFPE (2017-2019), Coordenadora-Adjunto área de Geociências CAPES (2018-2022). Tem experiência na área de Petrologia de rochas ígneas e isótopos estáveis aplicados às Geociências, atuando principalmente nos seguintes temas: petrologia de rochas ígneas, granitos, litogeoquímica, granitos e evolução crustal, e isótopos estáveis.

Patrono

Ivan de Medeiros Tinoco

O Professor Ivan de Madeiros Tinoco nasceu em 25 de abril de 1927, em João Pessoa, Paraíba. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1948, onde cursou o bacharelado e a Licenciatura em História Natural, entre os anos de 1950 e 1953 na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da UFRJ.

Em 1971 concluiu seu doutorado em Ciências pelo Instituto de Geociências e Astronomia da Universidade de São Paulo. Em 1954, realizou estágio em Paleontologia Geral na Seção de Paleontologia do Departamento Nacional da Produção Mineral, sob a orientação do Dr. Paulo Oliveira, passando a estagiário de Especialização em Micropaleontologia, no mesmo órgão, até o ano de 1959, onde trabalhou com F.W. Sommer e W. Kegel.

Em 1959 foi contratado como Professor Catedrático pela Campanha de Formação de Geólogos (CAGE), trabalhou junto ao Prof. Karl Beulen, de quem era grande amigo. Em 1962 passou a Professor Assistente Efetivo do Quadro Permanente da Universidade Federal de Pernambuco e assumiu em 1972, o cargo de Professor Titular dessa mesma instituição, até a sua aposentadoria.

Foi Diretor da antiga Escola de Geologia e do Departamento de Geologia e foi Membro Associado da Academia Brasileira de Ciências. Ao longo de sua carreira acadêmica, chegou a descrever mais de 19 espécies novas de foraminíferos, das quais 14 foram aceitas e incluídas no registro internacional do Catalogue of Foraminifera. O acervo que acumulou é uma das mais importantes coleções de microfósseis do Brasil em universidades.