Reitores de universidades se reúnem na UFPE contra cortes do MEC

Reitores das quatro universidades públicas de Pernambuco vão participar nesta quarta-feira (8) de um evento contra os cortes de cerca de 30% nos orçamentos das instituições. O bloqueio dos recursos foi anunciado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O evento será às 14h30, no auditório do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Na semana passada, o pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Finanças da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Thiago Galvão, disse que as atividades da instituição poderão ser inviabilizadas já no segundo semestre deste ano. O corte é de R$ 55,8 milhões.

Coordenada pelo ex-reitor da UFPE Amaro Lins, a mesa-redonda terá a participação dos reitores Anísio Brasileiro, da UFPE; Anália Ribeiro, do Instituto Federal de Pernambuco; Julianeli Tolentino, da Universidade Federal do Vale do São Francisco; Maria José Sena, da Universidade Federal Rural de Pernambuco; e Pedro Falcão, da Universidade de Pernambuco.

O evento, intitulado “Ameaças à autonomia universitária”, será realizado pela Academia Pernambucana de Ciências e pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Professores discutem os cortes

A Associação de Docentes da UFPE (Adufepe) marcou também para esta quarta-feira (8) reunião para discutir a reação dos professores aos cortes. No Recife, será às 9h, no auditório da associação.

Serão realizados mais dois encontros: em Caruaru, na quinta-feira (9), às 16 h, no auditório Mestre Vitalino; e em Vitória de Santo Antão, na sexta-feira (10), também 16h, no auditório do Centro Acadêmico.

Estudantes no Twitter

A União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES) marcou para a tarde desta terça-feira (7) um tuitaço com a hashtag #tireamãodomeuif, também contra os cortes de verbas para as universidades.

Os reflexos do contingenciamento de R$ 7,4 bilhões do Ministério da Educação já começam a ser sentidos nos cursos de mestrado e doutorado. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) vai congelar neste semestre bolsas que estão ociosas e reduzir aquelas que são concedidas em instituições mal avaliadas. Além do aperto na oferta de bolsas, a Capes vai encerrar o programa Idiomas Sem Fronteiras, que havia sido criado na esteira do Ciência sem Fronteiras.

Fonte: https://blogs.ne10.uol.com.br/jamildo/2019/05/07/reitores-de-universidades-se-reunem-na-ufpe-contra-cortes-do-mec/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *